Soldado tubaronense alvejado por assaltantes do Banco do Brasil, em Criciúma, recebe alta da UTI

Foto: reprodução

Após 35 dias, o soldado do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) Jeferson Esmeraldino, que foi atingido por um disparo de fuzil na região do abdômen durante confronto com assaltantes do Banco do Brasil, em Criciúma, no último dia 30 de novembro, recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São João Batista.

Mesmo com a boa notícia, o quadro de saúde do agente ainda é considerado grave. “Segue não sedado e com respiração controlada periodicamente com uso de aparelho de ventilação com pressão positiva”, afirma o boletim médico repassado pela Polícia Militar. “Ainda se nota presença de picos febris e crises convulsivas”, conclui o relatório.