Sexta-feira, 24 de Maio de 2024
JORNALISMO COM
RESPONSABILIDADE
Layer 2
This is an empty menu. Please make sure your menu has items.

Com expectativa de aporte financeiro, Tubarão traça objetivo da temporada e planos para o futuro

Nome de novo investidor é mantido em sigilo; Peixe negocia com substituto de Nasareno Silva
Caio Maximiano

20 de março de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Foto: Murilo da Rosa | @darosaaoficial

Após conquistar o título invicto da Série C do Campeonato Catarinense no ano passado, o Tubarão retoma suas atividades visando a temporada 2024 com grandes expectativas. O principal objetivo deste ano já está traçado: a volta à primeira divisão. A última vez que o Peixe esteve na elite foi há quatro anos.

Antes mesmo de a bola rolar, o clube já comemora uma grande conquista. Na última segunda-feira, dia 18, o Peixe recebeu um documento da Federação Catarinense de Futebol (FCF) oficializando sua refiliação à entidade. Em linhas gerais, a SPE não é mais reconhecida pela FCF. A diretoria segue na busca por se desvincular completamente de sua antiga gestora na esfera jurídica. Uma banca de advogados de Florianópolis foi contratada para dar seguimento ao processo.

“O mais importante neste momento foi nossa primeira conquista do ano, a refiliação do clube associação e os direitos federativos”, celebrou o presidente José Martins em contato com a reportagem do Infosul.

Resolução da FCF sobre a refiliação do clube associativo do Tubarão junto à entidade. Foto: Reprodução

Quanto ao campo e aos investimentos necessários para o clube alcançar seus objetivos, o Tubarão está trabalhando em parceria com a Mendes Extração, empresa do atual vice-presidente do clube, Juliano Mendes, além de contar com um novo investidor. Nos bastidores, o clube trata a questão deste novo investimento como “suporte financeiro”. Os valores não foram divulgados.

A diretoria tricolor foca em metas estabelecidas a curto prazo, mas já pensa também no futuro do clube. A principal meta é o acesso à Série A do Catarinense. A longo prazo, o Peixe pretende recuperar o selo de Clube Formador da CBF, perdido há algumas temporadas, e intensificar o investimento nas categorias de base. Na década passada, o clube disputou duas vezes a Copa São Paulo de Futebol Júnior, foi campeão estadual sub-17 e vice-campeão estadual sub-20.

Tubarão participou da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2018 e 2019, enfrentando Fluminense e Vasco. Foto: Lucas Gabriel Cardoso

A transformação do clube em SAF não está descartada, embora o clube não considere essa possibilidade no momento. A ideia inicial é dar continuidade ao modelo já existente, agora com a parceria de Juliano Mendes e de um novo investidor, cujo nome não foi revelado pelos dirigentes do Tubarão.

De todas as movimentações ocorridas durante a semana, a demissão de Nasareno Silva foi a que mais chamou atenção. O diretor alega que a justificativa para sua saída é justamente a vinda de um novo investidor, que deseja assumir o controle do futebol e está em busca de um novo nome para ocupar sua função.

Nasareno Silva participou da conquista do acesso e título da Série C do Campeonato Catarinense em 2023. Foto: Rodolfo May

Dois nomes aparecem como possíveis substitutos, ambos ex-Hercílio Luz. Os primos Fernando Gil e Felipe Gil tiveram seus nomes associados ao clube da Vila Oficinas. Fernando, que atua como gerente de futebol do Marcílio Dias desde o ano passado, afirmou não ter recebido nenhum contato do Peixe. Ele já trabalhou no clube como auxiliar de Waguinho Dias. A vinda de Felipe Gil, que assumiu a gerência de captação da base do Internacional, é considerada difícil, apesar do contato existente. A família do dirigente reside em Tubarão, mas a ideia é seguir no projeto recém-assumido. Procurado, o Peixe não confirma os nomes, mas afirma que há negociações avançadas com um gerente de futebol, que será anunciado quando o contrato for assinado.

As novidades devem surgir nos próximos dias. Faltam 67 dias para o início da Série B do Catarinense. O Peixe estreia na Série B no dia 26 de maio, contra o Santa Catarina, fora de casa. Em casa, o primeiro compromisso está marcado para o dia 2 de junho, diante do Metropolitano.

Fernando Gil e Felipe Gil tiveram seus nomes ligados ao departamento de futebol do Tubarão. Fotos: Divulgação e William Lampert/HLFC

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook

Notícias Relacionadas

Colunistas

Luciellen Lima
Luciellen Lima
Inclusão
Marcele Bressane
Marcela Bressane
Psicologia
Luiz Henrique
Luiz Henrique
Astrologia
Caio
Caio Maximiano
Esporte

Com expectativa de aporte financeiro, Tubarão traça objetivo da temporada e planos para o futuro

Nome de novo investidor é mantido em sigilo; Peixe negocia com substituto de Nasareno Silva
Caio Maximiano

20 de março de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Foto: Murilo da Rosa | @darosaaoficial

Após conquistar o título invicto da Série C do Campeonato Catarinense no ano passado, o Tubarão retoma suas atividades visando a temporada 2024 com grandes expectativas. O principal objetivo deste ano já está traçado: a volta à primeira divisão. A última vez que o Peixe esteve na elite foi há quatro anos.

Antes mesmo de a bola rolar, o clube já comemora uma grande conquista. Na última segunda-feira, dia 18, o Peixe recebeu um documento da Federação Catarinense de Futebol (FCF) oficializando sua refiliação à entidade. Em linhas gerais, a SPE não é mais reconhecida pela FCF. A diretoria segue na busca por se desvincular completamente de sua antiga gestora na esfera jurídica. Uma banca de advogados de Florianópolis foi contratada para dar seguimento ao processo.

“O mais importante neste momento foi nossa primeira conquista do ano, a refiliação do clube associação e os direitos federativos”, celebrou o presidente José Martins em contato com a reportagem do Infosul.

Resolução da FCF sobre a refiliação do clube associativo do Tubarão junto à entidade. Foto: Reprodução

Quanto ao campo e aos investimentos necessários para o clube alcançar seus objetivos, o Tubarão está trabalhando em parceria com a Mendes Extração, empresa do atual vice-presidente do clube, Juliano Mendes, além de contar com um novo investidor. Nos bastidores, o clube trata a questão deste novo investimento como “suporte financeiro”. Os valores não foram divulgados.

A diretoria tricolor foca em metas estabelecidas a curto prazo, mas já pensa também no futuro do clube. A principal meta é o acesso à Série A do Catarinense. A longo prazo, o Peixe pretende recuperar o selo de Clube Formador da CBF, perdido há algumas temporadas, e intensificar o investimento nas categorias de base. Na década passada, o clube disputou duas vezes a Copa São Paulo de Futebol Júnior, foi campeão estadual sub-17 e vice-campeão estadual sub-20.

Tubarão participou da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2018 e 2019, enfrentando Fluminense e Vasco. Foto: Lucas Gabriel Cardoso

A transformação do clube em SAF não está descartada, embora o clube não considere essa possibilidade no momento. A ideia inicial é dar continuidade ao modelo já existente, agora com a parceria de Juliano Mendes e de um novo investidor, cujo nome não foi revelado pelos dirigentes do Tubarão.

De todas as movimentações ocorridas durante a semana, a demissão de Nasareno Silva foi a que mais chamou atenção. O diretor alega que a justificativa para sua saída é justamente a vinda de um novo investidor, que deseja assumir o controle do futebol e está em busca de um novo nome para ocupar sua função.

Nasareno Silva participou da conquista do acesso e título da Série C do Campeonato Catarinense em 2023. Foto: Rodolfo May

Dois nomes aparecem como possíveis substitutos, ambos ex-Hercílio Luz. Os primos Fernando Gil e Felipe Gil tiveram seus nomes associados ao clube da Vila Oficinas. Fernando, que atua como gerente de futebol do Marcílio Dias desde o ano passado, afirmou não ter recebido nenhum contato do Peixe. Ele já trabalhou no clube como auxiliar de Waguinho Dias. A vinda de Felipe Gil, que assumiu a gerência de captação da base do Internacional, é considerada difícil, apesar do contato existente. A família do dirigente reside em Tubarão, mas a ideia é seguir no projeto recém-assumido. Procurado, o Peixe não confirma os nomes, mas afirma que há negociações avançadas com um gerente de futebol, que será anunciado quando o contrato for assinado.

As novidades devem surgir nos próximos dias. Faltam 67 dias para o início da Série B do Catarinense. O Peixe estreia na Série B no dia 26 de maio, contra o Santa Catarina, fora de casa. Em casa, o primeiro compromisso está marcado para o dia 2 de junho, diante do Metropolitano.

Fernando Gil e Felipe Gil tiveram seus nomes ligados ao departamento de futebol do Tubarão. Fotos: Divulgação e William Lampert/HLFC

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook