Torcedores do Palmeiras comemoram o título da Copa Libertadores, em Tubarão

Foto: Divulgação

“Sabe sempre levar de vencida e mostrar que de fato é campeão”, diz um trecho do hino do Palmeiras. A equipe alviverde fez jus ao seu hino neste sábado (27), ao vencer o Flamengo por 2 a 1 e conquistar o tricampeonato da Copa Libertadores da América (1999, 2020 e 2021), em Montevidéu. Repetindo a dose da última edição, o Palmeiras venceu mais uma vez com gol de um atacante que saiu do banco de reservas. Se contra o Santos, no Maracanã, brilhou a estrela de Breno Lopes nos acréscimos, contra o Flamengo de Renato Gaúcho, no Estádio Centenário, Deyverson tomou para si o título de herói improvável e marcou, no início da prorrogação, o gol que garantiu o título da América ao Verdão. No tempo normal, as duas equipes empataram em 1 a 1, com gols de Raphael Veiga (Palmeiras) e Gabriel Barbosa (Flamengo).

Deyverson, o herói improvável do Palmeiras na final da Copa Libertadores da América 2021. Foto: Andres Cuenca Olaondo / Reuters

Após o apito final do árbitro argentino Néstor Pitana, muitos palmeirenses deixaram suas casas em carreata, em direção ao Museu Willy Zumblick, no Centro de Tubarão, para festejarem juntos a conquista da América. “Muito bom entrar para a história. Estava no Rio de Janeiro dia 30 de janeiro e agora ver isso novamente é algo que não dá pra explicar. É bom demais ser palmeirense e campeão 2 vezes no mesmo ano. Melhor ainda em cima do Flamengo, quando ninguém acreditava. Esqueceram que o Palmeiras é gigante, maior campeão nacional e agora tricampeão da América”, comentou um dos torcedores presentes na festa alviverde na Cidade Azul.

Com o segundo título consecutivo da Copa Libertadores, o Palmeiras se junta a Grêmio, São Paulo e Santos como os únicos brasileiros tricampeões da América. O Verdão também está garantido outra vez no Mundial de Clubes da FIFA, que ocorre em fevereiro, nos Emirados Árabes. Além da equipe comandada pelo português Abel Ferreira, outros seis times estarão na briga pelo título mundial: Al Hilal (Árabia Saudita), Chelsea (Inglaterra), Monterrey (México), Al-Ahly (Egito), Auckland City (Nova Zelândia) e Al Jazira (Emirados Árabes).