Réplica da Torre de Pisa, em Pedras Grandes, deve ficar pronta até o fim de 2022

Projeto: reprodução

Se tudo ocorrer como planejado, até o fim do ano que vem – 2022 – Pedras Grandes terá uma réplica da Torre de Pisa construída na localidade de Azambuja. Os trabalhos de sondagem do solo no local onde o monumento será erguido já foram iniciados. A expectativa é que a construção fomente o turismo local, gerando emprego e renda para a cidade.

O distrito de Azambuja foi escolhido para abrigar a réplica da Torre de Pisa por ter sido o berço da imigração italiana no Sul de Santa Catarina. O edifício de 27 metros de altura servirá como escola de língua italiana, museu físico e virtual da colonização e espaço multiuso para estudo, pesquisa e visitação.

A expectativa é que o município invista cerca de R$ 1,5 milhão na construção do monumento.

O MONUMENTO

Desenhada pelos arquitetos Bonanno Pisano e Diotisalvi, a Torre de Pisa começou a ser erguida em 1174 e levou quase dois séculos para ficar pronta. Com uma fundação mal construída e um solo instável, o monumento teve o início de sua inclinação durante a construção do terceiro andar da torre.

A estrutura tem 55,86 metros de altura no lado mais baixo e 56,70 metros na parte mais alta. A espessura das paredes na base é de 4,09 metros e 2,48 metros no topo. Estima-se que seu peso seja de 14.500 toneladas. A torre tem 296 ou 294 degraus, visto que o sétimo andar da face norte das escadas tem dois degraus a menos. Atualmente, o ângulo de inclinação do monumento é de 3,99 graus.

Clique Aqui e siga o perfil do Portal Infosul no Instagram.

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Infosul e fique sempre atualizado do que acontece na região: https://chat.whatsapp.com/EhO3X1Z07wbEQ28ZrgkXvs