Renato Henrique é apresentado e fala em ‘projeto ambicioso’ do Hercílio

Foto: reprodução

O meia Renato Henrique foi apresentado oficialmente como reforço do Hercílio Luz na tarde desta terça-feira (26), no Estádio Aníbal Torres Costa. Destaque do Salgueiro (PE), o jogador de 27 anos vestirá a camisa 10 do Leão do Sul na elite do Campeonato Catarinense. Na temporada 2020, conquistou o Campeonato Pernambucano e ajudou o Salgueiro à chegar até as oitavas de final da Série D do Brasileiro. Renato balançou as redes 11 vezes.

"O Hercílio é um clube centenário. Aproveito pra agradecer a receptividade da torcida, da diretoria, comissão técnica e todos os meus companheiro. Foi me apresentado um projeto muito ambicioso, que já vem de anos. No ano passado conseguiram o acesso, fizeram um campeonato muito bom. Tem como objetivo grandes coisas e espero conquistá-las", destacou o novo reforço do Leão do Sul.

Renato também destacou o seu início como atleta, com apenas 6 anos de idade. Até completar 17 anos, fez a sua base no futsal. Mesmo trocando a quadra pelo campo, o meia conta que algumas características do futsal como o drible curto e finalização permaneceram com ele: "Comecei com 6 anos, joguei até os 17. É um esporte que eu gosto muito. Assisto vários campeonatos. Tenho características que contribuíram na minha carreira, como o drible curto e a finalização".

Com diversas equipes nas principais divisões do país, o Campeonato Catarinense é um dos campeonatos estaduais com maior visibilidade no Brasil. Renato falou sobre isso e afirma que quer ver o Hercílio Luz brigando por coisas maiores dentro da competição: "É um campeonato de uma visibilidade enorme, com várias equipes de qualidade. Um clube com a estrutura e a história do Hercílio não pode almejar apenas a permanência. A gente espera fazer um campeonato muito bom".

O novo camisa 10 do Hercílio Luz também é fazedor de gols e chega ao clube com fama de artilheiro após sua passagem pelo Salgueiro. Na equipe pernambucana, foi eleito o melhor jogador do Estadual 2020 e foi o grande destaque do seu ex-clube na Série D com 9 gols marcados: "Até um tempo atrás, os treinadores me cobravam bastante pra chegar dentro da área. A partir daí, comecei a me cobrar muito e chegar dentro da área, finalizar, estar próximo do gol. Joguei muitos jogos como 9, apesar de não ser minha posição, se precisar eu ajudo. Sempre consegui fazer muitos gols. Finalização de fora da área, faltas. Por isso esses números tão favoráveis".

Embora reconheça a fase artilheira, Renato Henrique frisa que sua principal característica é outra: "Gosto de organizar bem o jogo, gosto de chegar na frente pra finalizar e espero dar sequência aqui no Hercílio, para ajudar os meus companheiros".