Sexta-feira, 24 de Maio de 2024
JORNALISMO COM
RESPONSABILIDADE
Layer 2
This is an empty menu. Please make sure your menu has items.

Professores decidem suspender greve, mas garantem nova paralisação se não tiverem pautas atendidas

A categoria afirma que não aceitou a proposta apresentada pelo Estado e diz que o movimento será ainda mais fortalecido.
infosul

9 de maio de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Depois de duas semanas em greve, os professores da rede estadual de ensino de Santa Catarina decidiram suspender o movimento temporariamente.

A decisão, entretanto, não significa que a categoria tenha aceitado a proposta feita pelo Governo do Estado, mas sim que voltará às salas de aula para fortalecer o movimento e retornar com a greve em 60 dias, caso o chefe do Executivo, Jorginho Mello, não atenda as exigências da classe.

Nesta semana, após o Tribunal de Justiça de Santa Catarina proibir o governo de demitir professores temporários e descontar os dias parados enquanto não houver análise do Judiciário sobre a legalidade da greve, o Estado propôs a antecipação do aumento do vale alimentação para R$ 25 por dia a partir de novembro de 2024; a aplicação de 1/3 da hora-atividade a partir de 2025; o lançamento de edital de concurso público em junho de 2024, com chamamento a partir de 2025; e estudos para avaliação de impactos, por grupo técnico das secretarias de Educação, Administração e Fazenda, para a descompactação da tabela salarial, mas os profissionais não aceitaram.

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook

Notícias Relacionadas

Colunistas

Luiz Henrique
Luiz Henrique
Astrologia
Luciellen Lima
Luciellen Lima
Inclusão
Marcele Bressane
Marcela Bressane
Psicologia
Caio
Caio Maximiano
Esporte

Professores decidem suspender greve, mas garantem nova paralisação se não tiverem pautas atendidas

A categoria afirma que não aceitou a proposta apresentada pelo Estado e diz que o movimento será ainda mais fortalecido.
infosul

9 de maio de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Depois de duas semanas em greve, os professores da rede estadual de ensino de Santa Catarina decidiram suspender o movimento temporariamente.

A decisão, entretanto, não significa que a categoria tenha aceitado a proposta feita pelo Governo do Estado, mas sim que voltará às salas de aula para fortalecer o movimento e retornar com a greve em 60 dias, caso o chefe do Executivo, Jorginho Mello, não atenda as exigências da classe.

Nesta semana, após o Tribunal de Justiça de Santa Catarina proibir o governo de demitir professores temporários e descontar os dias parados enquanto não houver análise do Judiciário sobre a legalidade da greve, o Estado propôs a antecipação do aumento do vale alimentação para R$ 25 por dia a partir de novembro de 2024; a aplicação de 1/3 da hora-atividade a partir de 2025; o lançamento de edital de concurso público em junho de 2024, com chamamento a partir de 2025; e estudos para avaliação de impactos, por grupo técnico das secretarias de Educação, Administração e Fazenda, para a descompactação da tabela salarial, mas os profissionais não aceitaram.

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook