Presídio Feminino de Tubarão é desativado pelo Governo de Santa Catarina

Foto: reprodução

A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) concluiu nesta segunda-feira, 31, a desativação do Presídio Feminino de Tubarão, antiga reivindicação da comunidade local. “Além de estar em uma área urbana, o prédio não oferecia mais as condições necessárias para o cumprimento da pena com dignidade”, destacou o Secretário da SAP, Leandro Lima.

A desocupação da unidade começou na quinta-feira, 27 de janeiro, com a deflagração da Operação Casa Nova quando 128 internas do Presídio Feminino de Tubarão foram transferidas para unidades femininas localizadas em Itajaí e Criciúma. De Tubarão para Criciúma foram realocadas 82 internas e, de Criciúma para Itajaí, outras 46 apenadas.

Leandro Lima reforçou a importância de oferecer vagas de trabalho e de ensino para as internas do sistema prisional. “As unidades que receberam as apenadas – tanto Criciúma, quanto Itajaí - já tem uma estrutura de trabalho em funcionamento, que poderá ser ampliada por meio de novos convênios com a iniciativa privada”, assinalou.

De acordo com a Superintendente da Regional Sul do Departamento de Polícia Penal (DPP), Juliana Borges Medeiros, o critério para a realocação das internas considerou a proximidade geográfica com os familiares. Quem estava em Tubarão foi para Criciúma e apenadas que alocadas em Criciúma, mas tem familiares na região Norte, foram para Itajaí. “Desta forma as internas terão uma melhor condição para cumprir a pena e estarão perto da família”, observou.

O terreno e o prédio do antigo presídio pertencem ao estado e poderão ser repassado para a prefeitura, caso manifeste interesse.

Clique aqui e siga o perfil do Portal Infosul no Instagram.

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Infosul e fique sempre atualizado do que acontece na região: https://chat.whatsapp.com/EhO3X1Z07wbEQ28ZrgkXvs