Sábado, 20 de Julho de 2024
JORNALISMO COM
RESPONSABILIDADE
Layer 2
This is an empty menu. Please make sure your menu has items.

Prefeito preso na Operação Mensageiro será candidato à reeleição

Patrick Corrêa, de Imaruí, foi o único gestor da região que se tornou réu e não renunciou ao cargo público.
infosul

8 de julho de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Foto: divulgação | Redes Sociais

O prefeito de Imaruí, Patrick Corrêa, do Republicanos, mesmo após ter sido preso e se tornado réu na Operação Mensageiro, decidiu que vai disputar a reeleição em outubro.

Eleito em 2020 com 1.814 votos, Patrick foi preso preventivamente no dia 27 de abril de 2023 suspeito de participar de um grandioso esquema de corrupção no setor de coleta e destinação de lixo. Ele só deixou a prisão no dia 21 de setembro.

O político, ainda, permaneceu afastado do mandato até 1° de março deste ano, quando retornou ao Executivo, que estava sob comando do vice, Zé Chico (PDT). Patrick foi o único gestor eleito da região investigado na Mensageiro que não renunciou ao cargo público.

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook

Notícias Relacionadas

Colunistas

Luiz Henrique
Luiz Henrique
Astrologia
Marcele Bressane
Marcela Bressane
Psicologia
Luciellen Lima
Luciellen Lima
Inclusão
Caio
Caio Maximiano
Esporte

Prefeito preso na Operação Mensageiro será candidato à reeleição

Patrick Corrêa, de Imaruí, foi o único gestor da região que se tornou réu e não renunciou ao cargo público.
infosul

8 de julho de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Foto: divulgação | Redes Sociais

O prefeito de Imaruí, Patrick Corrêa, do Republicanos, mesmo após ter sido preso e se tornado réu na Operação Mensageiro, decidiu que vai disputar a reeleição em outubro.

Eleito em 2020 com 1.814 votos, Patrick foi preso preventivamente no dia 27 de abril de 2023 suspeito de participar de um grandioso esquema de corrupção no setor de coleta e destinação de lixo. Ele só deixou a prisão no dia 21 de setembro.

O político, ainda, permaneceu afastado do mandato até 1° de março deste ano, quando retornou ao Executivo, que estava sob comando do vice, Zé Chico (PDT). Patrick foi o único gestor eleito da região investigado na Mensageiro que não renunciou ao cargo público.

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook