PP e MDB seguem a frente da maioria das prefeituras da Amurel; PSL surge como novidade

Por Joelson Cardoso

O resultado das eleições municipais do último domingo, 15, trouxe uma mudança no mapa dos partidos que ocupam as prefeituras da Amurel. Oito legendas vão administrar os municípios da região, sendo que o PP e o MDB se mantiveram como as siglas com a maior quantidade de prefeitos eleitos.

O PP conquistou cinco prefeituras e seguirá a frente da maior cidade da região com a reeleição de Joares Ponticelli em Tubarão. Os progressistas também se mantêm em Sangão, retornarão ao governo municipal de Gravatal e Pedras Grandes além de Grão-Pará, onde é vice atualmente.

Já o MDB vai administrar quatro prefeituras da região a partir de 2021. A manutenção da sua presença vem principalmente de três reeleições: em Pescaria Brava, São Ludgero e São Martinho. Embora o MDB tenha perdido a reeleição de Mauro Candemil em Laguna, o partido teve uma vitória importante em Treze de Maio e vai encerrar um ciclo de 16 anos do PP governando a cidade.

Enfraquecida no município, a sigla chegou a ficar de fora da última eleição e teve os votos anulados em 2012 após a Justiça Eleitoral confirmar o indeferimento da chapa. Este ano apostou em dois empresários e em um forte discurso de mudança para reconquistar a prefeitura. Os eleitores corresponderam e elegeram Neném Bardini como prefeito.

Em Jaguaruna, a vitória de Laerte Silva, pelo PSC, rompeu uma histórica alternância de poder entre o PP e o MDB e coloca o partido a frente do município pela primeira vez. O PL vai ter um representante em Rio Fortuna com a ascensão – e retorno – do atual vice Neri Vandresen ao posto de prefeito.

O PSL estreia na Amurel conquistando três prefeituras. Samir Ahmad, em Laguna; Vicente Costa, em Capivari de Baixo; e Patrick Corrêa, em Imaruí, serão os representantes do partido do governador Carlos Moisés e pelo qual o presidente Jair Bolsonaro se elegeu. O PSL passará a ser o terceiro em número de prefeitos na região.

Apesar da novidade da legenda, seus eleitos para o executivo são figuras conhecidas em suas cidades e participaram das eleições de 2016 por outros partidos. Samir e Vicente disputaram o mesmo cargo há quatro anos pelo PP e PSD, respectivamente. Patrick foi eleito vereador pelo PR (hoje PL) no último pleito municipal.

O PSD reelegeu Beto Kuerten em Braço do Norte e vai ficar a frente da Prefeitura de Armazém após o atual vice Luiz Mendes ser eleito prefeito da cidade.

O PSB continuará administrando uma prefeitura na região, mas trocou de endereço. Desta vez Rosenvaldo Junior foi reeleito prefeito de Imbituba pelo partido, para onde migrou este ano após deixar o PT. Com isso os petistas ficaram com apenas uma prefeitura após a reeleição de Salésio Wiemes em Santa Rosa de Lima. 

Leia também:

Confira todos os candidatos eleitos da Amurel

MDB e PP mantêm maior número de vereadores enquanto PSDB encolhe e PSL estreia na Amurel