Marcele Bressane: Volta às aulas

Foto: reprodução

Essa semana diversas crianças voltaram às aulas. Para alívio de muitos, preocupação para outros. Alívio pelo fato de tantas crianças estarem a muito tempo fora das escolas, perdendo contato com amigos, professores e se desinteressando pela educação. Mas preocupados, pelos mesmos motivos, ou seja, como nossas crianças voltam a tudo isso: pressão, rotina, estudos, após dois anos de pandemia, dois anos que levaram empurrando provas, estudos e afins. E é algo a se preocupar, mesmo. Pesquisas mostram quantas crianças não estão voltando às escolas no pós pandemia, que não tem interesse mais em estudar e não acreditam num futuro. Outras que tiveram que trabalhar, ajudando em casa, assim, sem tempo ou vontade de voltar as cadeiras de sala de aula. Algo alarmante num país, ao qual a educação é tão menosprezada.

Contudo, as crianças estão voltando e precisamos mostrar a elas que o estudo é importante e necessário. E mais importante, precisa ser feito agora! Não dá mais para deixar para depois. Já foram dois anos. Aos pais desesperados, segue algumas dicas para suas crianças gostarem mais de estudar:

Seja uma boa fonte de imitação: Você já deve ter percebido que seus filhos são grudes de vocês, sempre estão atrás, igual um chiclete. E saiba ele não está só atrás, ele está observando todos os passos e vendo o que você está fazendo, és uma grande inspiração para eles. Assim, se ele nunca viu você estudando, provavelmente, não irá entender o porquê de estudar. Seja uma pessoa que inspire seu filho a gostar de um bom livro. Arranje tempo, pois não dá para cobrar algo, que nem nós adultos fazemos.

Organização é primordial: organizem um horário fixo de estudos, após almoço, aula, banho. E já coloque junto com outra ação fixa que a criança já tenha, assim é mais fácil de memorizar e não se perder na rotina. Organize o tempo que é necessário estudar, e que mesmo que não haja tarefa é essencial este momento. Regras são importantes e deixa-las claras é fundamental para dar certo este momento.

Festeje tudo: Reforce os bons comportamentos. Depois de cada estudo, sorria e festeje com seu filho. Aquilo de que ‘ele não faz mais que o essencial’ não ajuda ninguém e não reforça o comportamento, falando desta forma, associamos os estudos como algo obrigatório e nada satisfatório, algo que não queremos. Agrade seu filho e mostre o quanto gostas dele estar se esforçando nos estudos.

Tudo é estudo: mostre para seu filho a prática do estudo. Às vezes ficamos só nos livros e não entendemos o porquê de estudar tanto. Desta forma, mostre que a matemática está num cortar pizza, o português num desenho animado e a geografia na praia que vocês passaram o verão. Não ensine seu filho que os estudos são só para dar dinheiro, mostre as experiências agradáveis diante os estudos.

Sei que é difícil, estamos lutando contra jogos, brincadeiras e celulares. Mas dá certo, te juro. Com persistência e constância conseguiremos ensinar a aprender. Que este ano seja cheio de notas dez, de aprendizados e comemorações. Esse ano é nosso!

Clique aqui e siga o perfil do Portal Infosul no Instagram.

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Infosul e fique sempre atualizado do que acontece na região: https://chat.whatsapp.com/EhO3X1Z07wbEQ28ZrgkXvs