Marcele Bressane: Como está a sua saúde física?

Foto: reprodução

Sempre conversamos aqui sobre a sua saúde mental, como está, o quanto você cuida e etc. E como, psicóloga, claro que eu acho essencial isso. Você precisa cuidar dela. Mas também é necessário que haja os cuidados em relação a nossa saúde física. Por que você sabia que a nossa saúde mental pode aparecer na nossa física?

Estudos já mostram que há os sintomas e doenças psicossomáticas, ou seja, patologias que veem em decorrência a um mal-estar psicológico. Como uma dor de cabeça, as famosas herpes, dores e roxos no corpo. Entre outros. Tem até estudos que mostram que alguns cânceres podem vir em decorrência da sua má saúde mental. Então, cuidar de um ocorrerá cuidar do outro.

Eu tenho bruxismo há alguns anos. Bruxismo é aquilo de apertar os dentes enquanto dorme. E isso é totalmente psicológico, eu mordo muito mais quando estou estressada. Mesmo semana passada que perdi a voz, consigo relacionar com meu esgotamento e estresse.

Desta forma, precisamos ficar de olho no nosso corpo. Como você está? Aquela dorzinha que não passa, será que não ter relação com algum relacionamento que você não conseguiu resolver? Será que não está na hora de largarmos o paracetamol diário e olharmos para mais fundo da dor? Acredito que está tudo interligado, somos só um. E é necessário que cuidemos de tudo. Todos os pontos da nossa vida e do nosso corpo. Somos físicos e psíquicos juntos e se um não vai bem o outro também não irá. Cuidem de vocês na totalidade!

Igual sua relação com seu sono. Ela precisa estar boa! Imagina, é o momento que se corpo vai parar, vai conseguir limpar e organizar para iniciar um novo dia, se ele já começar o dia, ruim e cansado, já ficamos desesperados somando com o estresse do outro dia. Parece ser só físico, mas também é uma questão mental. Percebem? Quem nunca brigou com uma pessoa só porque estava com sono? Ou seja, brigamos e nos desentendemos porque a falta de sono atrapalhou seu cérebro e ele está com menos paciência e em decorrência disso acabamos perdendo a conversa.

Igual fome. Ela é inteiramente física, mas se ela chega, bate na porta do cérebro e já vira mental. Primeiro, se não temos comida, nossos neurônios ficam fraquinhos e não conseguiremos manter a velocidade que precisamos. Segundo, nosso foco será para conquistar comida e não resolver problemas, lembrar de momentos importantes.

Mesmo a ansiedade. Há os pensamentos enormes no nosso cérebro, mas também, uma dorzinha na barriga, mãos suadas. novamente, a junção do físico com o mental. Não dá para cuidar só de um, não podes estar com sua terapia em dia, mas esquecer da academia. Ou vice e versa. Se um não anda bem, o outro não consegue. É uma duplinha, que vive colada.

Cuide de você, de você por inteiro. Priorize seu sono, sua fome, sua dor de cabeça e machucados que de tanto em tanto voltam. Tenha uma relação de amor com seu corpo, se perceba, se toque e converse com você, para cada vez mais compreende-se e ter uma vida mais saudável.

Clique Aqui e siga o perfil do Portal Infosul no Instagram.

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Infosul e fique sempre atualizado do que acontece na região: https://chat.whatsapp.com/EhO3X1Z07wbEQ28ZrgkXvs