Justiça nega recurso do governo sobre flexibilizações de medidas contra Covid-19 em SC

Foto: reprodução

A Justiça negou na última sexta-feira, dia 25, o recurso do governo catarinense contra a liminar que barrou a liberação de eventos e hotéis com 100% de ocupação. O Estado tem 48 horas para aumentar as medidas restritivas contra a Covid-19.

A decisão determina que o governo de SC restabeleça as restrições de funcionamento para a rede hoteleira, casas noturnas e realização de eventos, conforme a situação de risco de cada região. No momento, todo o Estado se encontra em nível gravíssimo para coronavírus. Apenas cinemas e teatros podem manter as regras estipuladas no último decreto do governo.

Caso o Estado não cumpra as medidas no prazo, terá que pagar uma multa de R$ 10 mil por dia.

Na decisão, a desembargadora Ana Lia Carneiro destacou que a flexibilização das restrições pode agravar a crise de saúde no Estado, que vem sofrendo com o aumento de casos em todas as regiões desde novembro.

"Busca o Estado de Santa Catarina o restabelecimento de Decretos Estaduais que flexibilizam as regras sanitárias relacionadas à pandemia de Covid-19, justamente em período de alta demanda por recursos turísticos do Estado, no qual a população flutuante tem considerável incremento, de forma a impactar diretamente na circulação do vírus e projetar consequências danosas no já debilitado sistema de saúde", declarou.

Fonte: NSC Total