Governo do Estado decretará “toque de recolher” como forma de conter a crise da pandemia

Foto: divulgação/PMT

Prefeitos dos principais municípios do Estado, entre eles o de TubarãoJoares Ponticelli, reuniram-se nesta quarta-feira, dia 2, com o governador Carlos Moisés, em videoconferência, para discutir algumas medidas para conter a crise da pandemia de Covid-19 no sistema de Saúde. O chamado “toque de recolher” aplicado de maneira estadual foi sugerido e deve ser decretado pelo Governo do Estado.

A reunião foi uma convocação do governador Moisés diante da situação gravíssima de contaminação, internação e óbitos em todo o Estado. O secretário de Estado da Administração Jorge Eduardo Tasca também participou do encontro online. Na parte dos municípios, o prefeito de Tubarão teve a companhia do presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e prefeito de Rodeio, Paulo Roberto Weiss, e os prefeitos das principais cidades catarinenses.

“Não adianta mais fazermos ações isoladas em determinado município ou em determinada região, as soluções precisam ser implementadas em nível estadual. Estou convencido que o contágio em grande escala acontece nas atividades sociais, nas festas clandestinas e outros eventos e depois esse público transmite em outras atividades”, destacou Joares.

A sugestão da proibição da circulação do público nas ruas foi acatada pelo governador Carlos Moisés. Como se trata de uma ação estadual, o Governo do Estado ainda fará o anúncio oficial da restrição que deve ser da meia-noite às 6 horas.

“Essas medidas têm a intenção de mostrar para a sociedade que estamos em um momento de agravamento do risco. Tomamos a decisão com base em um amplo diálogo com os prefeitos. Tivemos uma reunião extremamente produtiva e definimos ações conjuntas, que valem para todo o Estado e pretendem frear o avanço da doença”, afirmou o governador.