Quarta-feira, 17 de Abril de 2024
JORNALISMO COM
RESPONSABILIDADE
Layer 2
This is an empty menu. Please make sure your menu has items.

Fio de Cobre: operação é deflagrada para coibir furto de fiação elétrica

Os alvos da mobilização foram os ferros velhos, onde autores de furtos de fios de cobre fazem a venda desses materiais.
infosul

27 de março de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Foto: divulgação | PMT

A Polícia Militar, em parceria com a Prefeitura Municipal de Tubarão, Instituto do Meio Ambiente, Celesc e Cergal, deflagrou, nesta terça-feira, dia 26 de março, a Operação Fio de Cobre, na Cidade Azul.

Os alvos da mobilização foram os ferros velhos, onde autores de furtos de fios de cobre fazem a venda dos materiais subtraídos.

Nos estabelecimentos fiscalizados, foram encontradas, também, irregularidades sanitárias, ambientais e falta de alvarás.

Agora, os responsáveis foram notificados e devem realizar a devida regularização dentro do período estipulado pelas autoridades, sob pena de multa e até mesmo interdição dos espaços.

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook

Notícias Relacionadas

Colunistas

Luciellen Lima
Luciellen Lima
Inclusão
Marcele Bressane
Marcela Bressane
Psicologia
Luiz Henrique
Luiz Henrique
Astrologia
Caio
Caio Maximiano
Esporte

Fio de Cobre: operação é deflagrada para coibir furto de fiação elétrica

Os alvos da mobilização foram os ferros velhos, onde autores de furtos de fios de cobre fazem a venda desses materiais.
infosul

27 de março de 2024

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Foto: divulgação | PMT

A Polícia Militar, em parceria com a Prefeitura Municipal de Tubarão, Instituto do Meio Ambiente, Celesc e Cergal, deflagrou, nesta terça-feira, dia 26 de março, a Operação Fio de Cobre, na Cidade Azul.

Os alvos da mobilização foram os ferros velhos, onde autores de furtos de fios de cobre fazem a venda dos materiais subtraídos.

Nos estabelecimentos fiscalizados, foram encontradas, também, irregularidades sanitárias, ambientais e falta de alvarás.

Agora, os responsáveis foram notificados e devem realizar a devida regularização dentro do período estipulado pelas autoridades, sob pena de multa e até mesmo interdição dos espaços.

Participe do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7

Nos acompanhe também nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook