Em seis meses, gripe por Influenza já matou quatro tubaronenses

Imagem: reprodução

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) divulgou, na última nesta sexta-feira, dia 20 de maio, um levantamento sobre o cenário da Influenza e o impacto no estado, em pesquisa realizada entre os dias 26 de dezembro de 2021 e 7 de maio deste ano.

Ao todo, neste período, foram confirmados 157 casos de Influenza em Santa Catarina, divididos em 156 de Influenza tipo A e apenas um caso como Influenza tipo B. Em relação aos casos de tipo A, 113 foram diagnosticados como H3N2 (72,4%), 42 não foram subtipados (26,9%), e somente um foi classificado como H1N1 (0,6%).

Do total de casos confirmados, 28 se desenvolveram para óbitos, dos quais quatro eram moradores de Tubarão. Destes, todos possuíam comorbidades, sendo todas mulheres e com o subtipo H3N2, com idades de 56, 72, 82 e 85 anos, respectivamente.

Ainda sobre a pesquisa, o estudo apontou que 44,6% dos casos confirmados foram em pessoas com 60 anos ou mais, seguidos pela população com 50 a 50 anos de idade (13,4%). No geral, foi registrado que, no período avaliado, o número de notificações de casos foi maior que o esperado para este intervalo, que compreende-se fora do chamado período de sazonalidade do vírus no estado, que ocorre, normalmente, entre maio e agosto. O índice também foi muito maior do que os registrados em 2020 e 2021.

Clique aqui e siga o perfil do Portal Infosul no Instagram.

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Infosul e fique sempre atualizado do que acontece na região: https://chat.whatsapp.com/IXhqnkE5fa30TJd1Yu8IW7