Detento que extorquiu moradora de Laguna de dentro do presídio é indiciado pela polícia

Foto: Divulgação

Um detento que extorquia pessoas que se encontravam em liberdade foi identificado e indiciado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna. O inquérito policial, concluído na quarta-feira, 1º de dezembro, apurou que o homem liderava uma organização criminosa e praticava extorsão mesmo recluso no sistema prisional.

De acordo com as investigações, uma das vítimas é uma moradora de Laguna que foi ameaçada de morte caso não pagasse os valores pedidos pelo grupo. As diligências também apontam que uma amiga da vítima, à época também extorquida, foi morta no ano de 2018, no município de São José, pelos mesmos integrantes dessa organização.

A Polícia Civil constatou ainda que, visando ocultar os valores arrecadados com as extorsões, a organização se utilizava de contas bancárias em nome de “laranjas”, o que caracteriza também o crime de lavagem de capitais.

O homem, que já se encontrava preso em Chapecó, foi indiciado por integrar organização criminosa e por extorsão e lavagem de capitais. Desse modo, a Polícia Civil representou por novo mandado de prisão contra o investigado. Além disso, outros dois investigados também foram indiciados por lavagem de capitais e por terem ocultados valores ilícitos em suas respectivas contas.

Clique Aqui e siga o perfil do Portal Infosul no Instagram.

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Infosul e fique sempre atualizado do que acontece na região: https://chat.whatsapp.com/EhO3X1Z07wbEQ28ZrgkXvs