Amurel chega a 500 mortes causadas pela Covid-19

Foto: reprodução

Por Joelson Cardoso

A região da Amurel atingiu nesta segunda-feira, 15, a marca de 500 mortes ocasionadas por complicações do novo coronavírus. Dois municípios confirmaram o registro de novos óbitos.

Em Imbituba, a vítima foi um homem de 53 anos. Ele era morador do bairro Paes Leme e estava internado na UTI do Hospital São Camilo. O paciente sofria de esteatose hepática, hipertensão e teve o quadro agravado pela Covid-19.

Em Laguna, uma mulher, também de 53 anos, faleceu em decorrência do coronavírus. Ela era moradora do bairro Ponta das Pedras. A Secretaria de Saúde do município não informou se ela possuía comorbidades.

Nesta segunda-feira, a região completou 11 meses da confirmação do primeiro caso do novo coronavírus. Durante o período, dezembro foi o mês em que houve mais registros de óbitos. Foram 132 mortes confirmadas no último mês de 2020.

Os dados são pela data em que o registro é informado e não efetivamente pelo dia em que o falecimento ocorreu. Alguns casos levam alguns dias para serem confirmados.

Sangão, Pedras Grandes, Santa Rosa de Lima e São Martinho não tiveram registros de mortes pela Covid-19 em 2021. Em São Martinho, o último óbito causado pela doença aconteceu há sete meses, em 15 de julho de 2020.

Os primeiros óbitos causados pela Covid-19 na Amurel foram registrados em 4 de abril do ano passado. Naquele dia, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) confirmou que a morte de uma idosa de 90 anos de Pedras Grandes, ocorrida em 30 de março, foi em decorrência do novo coronavírus. No mesmo dia, a Secretaria de Saúde de São Ludgero divulgou o falecimento de um homem de 32 anos.