Amurel chega a 300 mortes causadas pela Covid-19

Imagem: reprodução

Por Joelson Cardoso

A Amurel superou a marca de 300 mortes ocasionadas por complicações do novo coronavírus neste sábado, 5. Quatro municípios informaram o registro de novos óbitos e com isso a região soma 302 vidas perdidas para a Covid-19.

Ainda pela manhã, a Secretaria Municipal de Saúde de Pedras Grandes comunicou o falecimento de uma idosa de 90 anos. Ela estava internada no Hospital da Unimed em Criciúma.

À tarde, a Prefeitura de Imbituba confirmou mais três mortes pela Covid-19 no município. Dois dos casos estavam aguardando resultado da Secretaria de Estado da Saúde e somente neste sábado tiveram a confirmação de que se tratava de coronavírus.

Um homem de 65 anos, portador de neoplasia, que teve o óbito registrado no dia 14 de novembro, e, um morador de 83 anos, que faleceu no dia 30 de novembro e era portador de hipertensão arterial, além de doença pulmonar crônica.

A terceira vítima, que perdeu a batalha para a Covid-19 na última sexta-feira, 4, era uma mulher de 80 anos. Ela estava internada na UTI do Hospital São Camilo. A paciente tinha insuficiência renal crônica.

Na noite deste sábado, a Secretaria de Saúde de Laguna informou o 31º óbito causado pelo coronavírus da cidade. Trata-se de um idoso de 81 anos.

Capivari de Baixo também registrou uma morte neste sábado. O município não deu detalhes do caso.

Desde o início do mês passado, a Amurel vive um agravamento da pandemia do novo coronavirus a exemplo do que vem acontecendo no estado e em todo o país. Em 1º de novembro a região possuía 221 óbitos. De lá até este sábado, 5 de dezembro, foram 81 novas mortes registradas.

O primeiro óbito na Amurel foi registrado em 30 de março em Pedras Grandes. Uma idosa, de 90 anos, faleceu no mesmo dia em que deu entrada no hospital da cidade com insuficiência respiratória. De acordo com a família, ela tinha problema de pulmão e hipertensão. A confirmação do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) dos exames que testaram que ela havia contraído a doença saiu apenas no dia 4 de abril, no boletim publicado pelo Governo Estadual.