Comércio e Administração Municipal vão funcionar normalmente durante os dias de carnaval

Foto: Portal Infosul

O Sindicato dos Lojistas de Tubarão e Região decidiu manter o comércio aberto nos dias de Carnaval. Segundo a representatividade da categoria, com as festas da época canceladas, não há motivo para o setor fechar. A orientação vale para o comércio de rua.

Na semana passada, o Executivo Municipal de Tubarão fixou – através de decreto – o calendário de feriados e pontos facultativos para o ano de 2021. Ao todo, são nove feriados nacionais, três municipais e apenas um ponto facultativo.

Inicialmente os dias 15 e 16 de fevereiro – carnaval – foram reconhecidos como facultativos. No entanto, nesta terça-feira, dia 2, o prefeito Joares Ponticelli revogou o descanso nas datas levando em consideração três fatores: sugestão do Comitê Consultivo de Combate à Covid-19 como forma de evitar aglomerações nas praias, alinhamento das ações municipais com o Governo do Estado no combate à pandemia e como forma de amenizar os impactos negativos no setor produtivo e comércio local. Confira como ficou o calendário do funcionalismo municipal:

1º de janeiro: Confraternização Universal (feriado nacional);
15 de fevereiro: Carnaval (ponto facultativo revogado);
16 de fevereiro, terça-feira: Carnaval (ponto facultativo revogado);
02 de abril: Paixão de Cristo (feriado nacional);
04 de abril: Páscoa (feriado nacional);
21 de abril: Tiradentes (feriado nacional);
1º de maio: Dia do Trabalhador (feriado nacional);
03 de junho: Corpus Christi (feriado municipal);
07 de setembro: Independência do Brasil (feriado nacional);
15 de setembro: Nossa Senhora da Piedade (feriado municipal);
12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional);
28 de outubro: Dia do Servidor Público (ponto facultativo);
02 de novembro: Finados (feriado municipal);
15 de novembro: Proclamação da República (feriado nacional);
25 de dezembro: Natal (feriado nacional).

De acordo com o documento, assinado pelo prefeito Joares Ponticelli, o “ponto facultativo” não se aplica aos serviços considerados essenciais de saúde, ambulâncias, coleta de lixo, manutenção de semáforos, Guarda Municipal, bem como os serviços de vigilância e Defesa Civil. As Fundações de Saúde e Educação seguirão calendários próprios.